JANEIRO BRANCO: PREFEITURA DE BARCARENA PROMOVE AÇÃO INÉDITA


JANEIRO BRANCO: PREFEITURA DE BARCARENA PROMOVE AÇÃO INÉDITA
JANEIRO BRANCO: PREFEITURA DE BARCARENA PROMOVE AÇÃO INÉDITA

Pela primeira vez, no município de Barcarena, a conscientização acerca da saúde mental foi levada ao público. Foi na manhã desta sexta-feira (26), por meio da “Campanha Janeiro Branco – Quem cuida da mente, cuida da vida”, promovida pela Secretaria de Saúde (Semusb) e realizada pelo Centro de Atenção Psicossocial Dr. Carlos Alberto Machado (CAPS II), em parceria com o Centro Especializado de Reabilitação (CER) e Secretaria de Assistência Social (Semas).

Segundo a coordenadora técnica do CAPS, Elaine Lobato, a campanha teve como objetivo chamar a atenção para ações simples que valorizam a saúde mental. “Zelar pela qualidade de vida favorecendo a saúde da mente e do corpo, através de exercícios e alongamentos, são alguns dos cuidados essenciais. A ação na praça visa levar esses cuidados para a população”, disse Elaine.

Os usuários do CAPS II também participaram da atividade, que contou com treinamento funcional, aula de dança aeróbica, ginástica laboral, orientações nutricionais, além de sessões de alongamento, relaxamento e terapia ocupacional. “O atendimento no CAPS é muito importante para o meu tratamento e na minha recuperação porque lá eu encontro profissionais que me ajudam em tudo o que eu preciso, como os psicólogos, psiquiatras e enfermeiras”, relatou José Moraes Pantoja, que está em tratamento a cerca de um ano.

Para a psicóloga Elaine do Carmo, do CRAS Zita Cunha, a família é essencial para qualquer tratamento e, também, na recuperação: “Com o acompanhamento da família, o usuário consegue concluir o seu tratamento, pois é quando precisa de todo o apoio e suporte. É bem difícil desconstruir alguns pensamentos acerca da saúde mental, uma vez que são múltiplos os fatores biopsicossociais que podem desencadear o sofrimento psíquico, como uma perda, por exemplo. Por isso é preciso trabalhar para quebrar esse estigma”, ressaltou.

Mais do que levar ao público orientações terapêuticas, a campanha Janeiro Branco – que passa a compor o calendário de ações do município – convidou a sociedade a não deixar a saúde mental em segundo plano e nem como papel exclusivo do CAPS, uma vez que qualquer instituição pode e deve fazer a sua parte.