AUDIÊNCIA PÚBLICA OUVE MORADORES DE BARCARENA


AUDIÊNCIA PÚBLICA OUVE MORADORES DE BARCARENA
AUDIÊNCIA PÚBLICA OUVE MORADORES DE BARCARENA

Cerca de mil pessoas participaram nesta quinta-feira (22) de uma audiência pública promovida pelo Ministério Público do Estado e Ministério Público Federal para discutir a situação das comunidades atingidas por contaminação atestada pelo Instituto Evandro Chagas, no mês passado, em Barcarena. A reunião aconteceu na igreja Assembleia de Deus, na Vila dos Cabanos. Representantes da prefeitura estavam presentes.

No início da audiência, o MP apresentou as ações realizadas depois da denúncia de possível vazamento de rejeitos de bauxita da mineradora Hydro Alunorte, no dia 17 de fevereiro. Em seguida, moradores previamente inscritos começaram suas manifestações sobre o caso. Cada pessoa teve cinco minutos para fazer um pronunciamento. A participação foi intensa e ocupou a tarde toda.  

Participaram da reunião representantes de comunidades, sindicatos, comerciantes, empresários, gestores municipais, políticos e movimentos sociais. Houve críticas ao trabalho da Hydro no município, mas também defesa da empresa por parte de alguns segmentos de Barcarena, como os representantes de classes trabalhadoras. A reunião teve o objetivo de ouvir os anseios dos moradores e encaminhar ações emergenciais.

PREFEITURA – Atendendo ao convite do MPE, secretários e servidores da prefeitura de Barcarena acompanharam a audiência pública desta quinta-feira, 22. Questionada pela imprensa sobre o papel do governo local, a secretária de Assistência Social, Juliena Nobre, informou que a atuação das secretarias vem ocorrendo desde o início do problema. “A princípio foi identificado a necessidade da água”, disse ela.

“As comunidades que foram identificadas já foram abastecidas diversas vezes”, garantiu Juliena. Segundo um último levantamento, mais de 1700 famílias receberam água potável adquirida pela Hydro e entregue por funcionários da prefeitura nas comunidades Bom Futuro, Vila Nova e Burajuba. Além de água, a prefeitura tem garantido assistência médica intensiva nas unidades básicas de saúde do Jardim Cabano e Vila Nova.

“A gente está trabalhando para identificar as necessidades dessas comunidades, até mesmo para o futuro. Todo o governo está mobilizado para executar projetos que venham melhorar a qualidade dessas famílias. Nesse momento, a gente procura conversar com todos as pessoas que estão dispostas a contribuir com esse atendimento à comunidade”, afirmou a secretária de Assistência Social de Barcarena.