História


Os primeiros habitantes foram os índios Aruans, os mesmos que, durante a colônia, foram catequizados pelos padres jesuítas, elevando, posteriormente, o povoado à categoria de freguesia, sob a invocação de São Francisco Xavier de Barcarena, no ano de 1758, não havendo registros históricos mais exatos.

    O historiador Theodoro Braga refere que, antes de 1709, as terras, hoje ocupadas pelo município de Barcarena, eram conhecidas pelo nome de fazenda Geribirié e, mais tarde, como “Missão Geribirié”, de propriedade dos padres jesuítas, antes de converter-se em freguesia de São Francisco Xavier de Barcarena. 

    Sua história se acha bastante vinculada, até os primeiros trinta anos do século XX, aos acontecimentos politicos-administrativos e territoriais do município de Belém.

    Referem-se, igualmente, os seus historiadores, que o nome desse municípios se originou da presença, no assentamento populacional, de uma grande embarcação que havia sido batizada como “Arena”, e à qual os habitantes do lugar chamavam de barca. A junção das duas palavras fez com que a localidade ficasse conhecida como Barcarena. 

Gentílico: Barcarenense 

 

Formação Administrativa

    Freguesia criada com a denominação de São Francisco Xavier de Barcarena, em 1758, elevado à categoria de município com a denominação de Barcarena, pela lei estadual nº 494, de 10-05-1897, desmembrado de Belém. Constituído do distrito sede. Instalado em 02-01-1898. 

    Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído do distrito sede. 

    Nos quadros de apuração do recenseamento geral de I-IX-1920, Barcarena aparece como distrito do município de Belém. 

    Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o distrito de Barcarena permanece no município de Belém. 

    No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito de Barcarena permence no município de Belém. 

    Elevado novamente à categoria de município com a denominação de Barcarena, pelo decreto-lei estadual nº 4505, de 30-12-1943, desmembrado de Belém. Sede no antigo distrito de Barcarena. 

    Constituído de 2 distritos: Barcarena e Murucupi (ex-Conde). Instalado em 03-01-1944. 

    No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 2 distritos: Barcarena e Murucupi 

    Em divisão territorial datada de I-VII-1960, o município é constituído de 2 distritos: Barcarena e Murucupi. 

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007. 

 

Alteração toponímica municipal

    São Francisco Xavier de Barcarena para Barcarena, alterado pela lei estadual nº 494, de 10-05-1897.