GESTANTES ATENDIDAS PELA ASSISTÊNCIA SOCIAL PODERÃO SER ENCAMINHADAS DE FORMA DIRETA PARA HOSPITAL MATERNO INFANTIL


GESTANTES ATENDIDAS PELA ASSISTÊNCIA SOCIAL PODERÃO SER ENCAMINHADAS DE FORMA DIRETA PARA HOSPITAL MATERNO INFANTIL
GESTANTES ATENDIDAS PELA ASSISTÊNCIA SOCIAL PODERÃO SER ENCAMINHADAS DE FORMA DIRETA PARA HOSPITAL MATERNO INFANTIL

As usuárias da rede socioassistencial do município, agora vão poder contar com mais facilidades nos encaminhamentos para o Hospital Materno Infantil. As diretrizes foram alinhadas em reunião articulada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, nessa quinta-feira (23), entre técnicas de referência dos Centros de Referência de Assistência Social – Cras e a Diretoria Assistencial e a Diretoria Técnica do hospital.

No encontro, o grupo acordou capacitação no próximo dia 31, para os técnicos de referência dos Cras sobre a identificação de mulheres com possível gestação de alto risco; e presença mensal nos Cras, junto ao grupo de gestantes beneficiárias do Auxílio Natalidade. “Nesses encontros pretendemos identificar as grávidas com gestação de alto risco e sair de lá com agendamento de consulta, pois o nosso grande problema é que chegam mulheres para ganhar bebê com agravos e não temos histórico dessas gestantes”, afirmou Mary Mello. 

Uma nova reunião vai ser realizada junto ao setor de Regulação da secretaria de Saúde para viabilizar o agendamento das mulheres que serão encaminhadas. A Presidente do Conselho, Maria de Jesus Farah, afirma que Barcarena é um município privilegiado por ter um equipamento público de saúde de alto padrão, voltado principalmente para as mulheres. “É nosso papel orientar e facilitar o fluxo de atendimento desse serviço que está à disposição dos barcarenenses”.

A parceria ainda vai render a ampliação da campanha de doação para o banco de leite do hospital. “Estamos com o estoque baixo. Nosso objetivo é fazer com que aumente o nosso quantitativo de doações e também que a gente tenha o maior de número de gestantes nos grupos de gestantes e que elas entendam qual o nosso trabalho aqui que é justamente a referência de gestão de alto risco”, afirmou Joice Vaz.

AUXÍLIO NATALIDADE – O benefício eventual constitui-se em um kit enxoval, no intuito de reduzir a vulnerabilidade provocada por nascimento de membro da família. É fornecido às grávidas em atendidas nos Cras. As gestantes são orientadas no período de três meses através de oficinas e palestras com temáticas como nutrição, massagem shantala, violência obstétrica, entre outras.