REUNIÃO DISCUTE ANDAMENTO DA IMPLANTAÇÃO DA ZONA DE PROCESSAMENTO DE EXPORTAÇÕES (ZPE) EM BARCARENA.


REUNIÃO DISCUTE ANDAMENTO DA IMPLANTAÇÃO DA ZONA DE PROCESSAMENTO DE EXPORTAÇÕES (ZPE) EM BARCARENA.
REUNIÃO DISCUTE ANDAMENTO DA IMPLANTAÇÃO DA ZONA DE PROCESSAMENTO DE EXPORTAÇÕES (ZPE) EM BARCARENA.

O projeto de implantação da primeira Zona de Processamento de Exportações (ZPE) do Pará, em Barcarena, foi pauta, nesta semana, de uma reunião entre representantes da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec), liderados pelo presidente do órgão, Lutfala Bitar, e o secretário de Indústria, Comércio e Turismo de Barcarena, Jairo Castro, que representou o prefeito Paulo Alcântara.

O encontro foi resultado de uma solicitação de informações, por parte da prefeitura de Barcarena, a respeito do projeto de responsabilidade da Codec, cujo objetivo é implantar, até o final de 2020, uma área especial de livre comércio para a intensificação das exportações de produtos paraenses a partir do porto de Vila do Conde, uma das principais rotas de escoamento da produção paraense.

O secretário Jairo Castro reiterou que a administração municipal é apoiadora do projeto em razão dos benefícios para o desenvolvimento econômico e social previstos para a região, e informou que esteve recentemente no Complexo Industrial e Portuário de Pecém, no Estado do Ceará, onde funciona a única ZPE em efetiva operação no Brasil. “O objetivo da viagem foi compreender o funcionamento e trocar experiências com a gestão cearense”, explicou Jairo. 

Responsável pelo andamento do projeto no Pará, a Codec também visitou as instalações da ZPE de Pecém, no Ceará, no ano passado e participou de diversas reuniões em busca de informações que, atualmente, estão contribuindo para o desenvolvimento do plano de negócios da ZPE paraense que, além de infraestrutura e logística, também oferecerá às empresas instaladas acessos a tratamentos tributários, cambiais e administrativos diferenciados.

Na reunião, ao apresentar detalhes técnicos, o diretor de Estratégia e Relações Institucionais da Companhia, Pádua Rodrigues, ressaltou a importância da divulgação da ZPE em feiras e eventos de negócios nacionais e internacionais, trabalho que já vem sendo realizado pela entidade, e destacou a posição geográfica do Pará e sua forte produção mineral e de energia como alguns dos principais diferenciais para atrair a atenção de investidores nacionais e estrangeiros para a iniciativa. “As dificuldades das questões legais, jurídicas e normativas são pequenos entraves a serem superados por parte de município e estado, para que a ZPE se torne uma realidade, sendo que, aos poucos, cada barreira está sendo superada.”, informou o representante da CODEC.

A ZPE tem como objetivo, disponibilizar infraestrutura conveniente para instalação de plantas industriais, fiscalização e controle aduaneiros e serviços de apoio a usuários do complexo. A CODEC informou também que o atual status da ZPE está na elaboração do seu Plano de Negócios.