O CONTROLE DO CORONAVIRUS EM BARCARENA


O CONTROLE DO CORONAVIRUS EM BARCARENA
O CONTROLE DO CORONAVIRUS EM BARCARENA

Depois de quatro meses de pandemia do novo coronavírus, Barcarena segue controlando os casos graves no município há mais de um mês. Mesmo com uma média diária de 30 casos confirmados, a situação de saúde dessas pessoas não agrava e elas conseguem se recuperar em casa, com apoio de medicamentos e tratamento nas UBS’s. “Temos casos confirmados, mas eles são leves e não estão agravando, e os nossos hospitais seguem com quase zero para internação de coronavírus”, disse a secretária de saúde, Eugênia Teles.

Na UPA 24h, em Vila dos Cabanos, e no Hospital Wandick Gutierrez, em Barcarena-Sede, ainda há ocorrências de casos da Covid-19, mas bem diferente da situação durante o pico da doença no município. As UBS’s continuam a registrar procura por ajuda médica contra a Covid-19, e é o que também tem ajudado a controlar o vírus na cidade. “As nossas UBS’s estão abastecidas do medicamento básico para coronavírus, e em decorrência desses atendimentos, os casos leves permanecem nesse perfil”, destaca Eugênia.

Depois de registrar uma superlotação das Unidades Básicas de Saúde, dos hospitais porta de entrada e o colapso na saúde municipal, várias medidas foram tomadas para alcançar a atual considerada tranquilidade. Com o veraneio nas praias e balneários neste mês de julho, a prefeitura de Barcarena, mediante apoio de várias secretarias e órgãos de segurança, reforçou os cuidados aos banhistas.

Barreiras sanitárias foram montadas para garantir o acesso das pessoas dentro do horário previsto para evitar aglomeração, como por exemplo na praia do Caripi. O uso da máscara foi fiscalizado, bem como o trânsito. Dicas e orientações de saúde e segurança foram repassadas.

Com toda a movimentação no município nesse veraneio, e mediante as medidas tomadas pela prefeitura, a Secretaria Municipal de Saúde segue analisando o comportamento do vírus na cidade. “Até o momento não mudamos o perfil de casos, não houve alteração, mas ainda é precoce dizer que não vai ter. Finalizando o veraneio, devemos ter mais 14 a 15 dias pra avaliar e ter certeza do comportamento da doença dentro do município”, ressalta a secretária.

A pandemia não chegou ao fim e ainda não há vacina para o novo coronavírus. Portanto, os cuidados básicos permanecem como: o uso de máscara, lavar as mãos com água e sabão, usar álcool gel e manter o distanciamento social. Qualquer sintoma suspeito, basta procurar uma unidade de saúde mais próxima.