TRABALHADORES RECEBEM CERTIFICAÇÃO ESCOLAR


TRABALHADORES RECEBEM CERTIFICAÇÃO ESCOLAR
TRABALHADORES RECEBEM CERTIFICAÇÃO ESCOLAR

Mais de 100 trabalhadores de Barcarena receberam, nesta quinta-feira (7), certificados de conclusão do ensino fundamental e médio, durante cerimônia no auditório da Secretaria de Municipal de Educação, que contou com a presença do prefeito Antônio Carlos Vilaça e do deputado estadual Renato Ogawa. Os certificados foram emitidos por meio do Centro de Educação de Jovens e Adultos (Ceeja), da Secretaria Estadual de Educação (Seduc).

A certificação dos trabalhadores foi possível graças à parceria da Secretaria de Trabalho e Emprego de Barcarena com o Ceeja/Seduc para garantir o certificado de conclusão do ensino fundamental e média a pessoas maiores de 26 anos que ainda não tinham concluído os estudos. A falta de certificação é um dos impedimentos para o ingresso no mercado de trabalho. “Eles (os recrutadores das grandes empresas) cortam pela escolaridade”, disse o secretário de Planejamento do município, Jacobson Estumano.

O prefeito Antônio Carlos Vilaça parabenizou os concluintes e incentivou os trabalhadores a seguir em frente. Ele disse também que é dever do poder público dar oportunidade de acesso à formação para que as pessoas consigam melhorar de vida. “A obrigação para a capacitação é do gestor. Desejo a maior sorte do mundo para cada um de vocês”, disse Vilaça, ao falar ainda que as ações em seu governo são obtidas com sucesso porque o governo age com planejamento.

O deputado estadual Renato Ogawa parabenizou o grupo de formandos e também desejou boa sorte a todos. “Espero que esse seja mais uma porta aberta para o ingresso nas empresas. E que isso se reflita na melhoria da qualidade de vida das famílias barcarenenses”, disse o deputado. Renato disse também que a parceria com o Estado é benéfica quando são em favor do povo.

NOVIDADE – A secretária de Trabalho e Emprego de Barcarena, Alexceia Ferreira, disse que a partir de 2018 Barcarena terá um núcleo do Ceeja no município, o que vai garantir maior certificação aos trabalhadores, porque os interessados passarão a realizar as provas de certificação na própria cidade, sem precisar de deslocamento para o município de Abaetetuba como era feito antes.